11.11.13

Dope

Todas as vidas têm altos e baixos. Estou há muito tempo por baixo. Percebi quando sentei na calçada do último quarteirão da minha rua e chorei até não conseguir mais. Com uma garrafa de cinco reais na mão. Acho que ainda estou sob efeito do álcool - o mais barato que encontrei.

Semana passada, reparei que tenho incomodado e cansado os amigos que mais amo. E hoje o amor que mais amei na vida. E ainda assim todos eles me abraçam como se as coisas fossem melhorar, mas Deus sabe que elas não melhoram. Já faz anos que tenho esperança, aquele sentimento que dizem que morre por último. Mas que um dia morre. E a minha está no fim. Melhor assim. É tão ruim ter expectativas altas pra tão pouco.

Hoje meu amor me abraçou na porta do mesmo lugar onde nos beijamos pela primeira vez. Achei poético, acho bom terminar assim. Que ele se lembre do que eu fui, de tudo o que senti e do que provavelmente fará falta numa próxima vida. Que ele saiba, através do meu desabafo, que algumas das noites que passei no chão do banheiro com sangue nos braços foram por ele. Porque meu amor não suportava ser pisoteado daquela forma e descontava em mim. Não era eu, entenda que não era eu.

Eu sempre soube que esse seria o fim. Eu sempre soube que essa vida não era pra mim. Há tanta coisa boa nesse mundo e eu sou ruim. Eu falo alto demais e extrapolo, eu bebo muito na porta de casa e erro o caminho da chave, eu ligo tarde pra amigos que cansaram e resolvo desabafar com colegas que não se importam. Eu fiz isso repetidas vezes e nunca aprendi a lição. Algumas pessoas não mudam. Eu sou uma delas. Eu sempre vou ser assim e não quero, então adeus.

Já disse adeus para muitas coisas e muitas pessoas. Muitas vezes. Hoje eu falei sobre isso com o meu amor. Também falei que não tenho coragem, mas espero ter um dia. O dia chegou.

Toda vida chega ao fim. Não sinta pena, não se lamente. Algumas coisas acontecem exatamente como Deus planeja e eu sempre fui exceção à maioria das regras. Amei mais do que consegui e não tive o retorno que esperava. As pessoas são podres. É a única regra que não tem exceção. Eu era e você sempre será.

Eu vou voltar, dizem que todo mundo volta. E eu espero te encontrar. E encontrar todos que me fizeram bem. E fazer bem também. Porque fazer o que eu faço hoje não me dá motivos pra continuar.

Eu amo tantas coisas.

Desde cedo quis que me amassem com a mesma intensidade.

Não deu.

Valeu.

0 comentários: