6.5.13

Cryin'

Eu sei que estou exagerando. Eu sei que foi pouco tempo, eu sei que eu não falei muito, eu sei que não parecia que eu poderia sentir tanto. Me desculpe, volte para a sua cerveja, eu não quis ser inconveniente. Já passou tanto tempo, já passamos por tanta gente. Ninguém me encantou como você, é verdade, mas ninguém me fez sofrer tanto quanto também. Eu não acho que é preciso equilibrar amor e sofrimento, você pode amar um pouco mais do que causar dor. Você talvez não saiba disso, não tenha percebido, não tenha visto que magoa quem te ama e não se permite amar. Fugi por este motivo. Não sou tão forte quanto aparento, se é que aparento ser forte. Me vejo ainda muito frágil, muito indecisa. Ainda não me formei, ainda não sou eu. Talvez tudo o que estou sentindo agora não tenha sua influência, eu só esteja perdida. Quero alguém para me salvar porque sozinha não acredito que possa fazê-lo. Preciso aceitar que, de uma forma ou de outra, você não será meu salvador. Não me ensinou a andar sozinha e também não está me segurando caso eu caia. Só passou por mim, como tantos outros. No fim do dia, só saiba que valeu enquanto durou. Talvez, por mais que eu pense que te amo, eu não esteja pronta para um compromisso tão sério quanto amar alguém. Talvez você tenha percebido quando eu não demonstrei. A verdade é que eu só quero uma desculpa, uma explicação plausível, um motivo concreto para não termos dado certo. Dizer que não era pra ser é ignorância e ela nem sempre é uma benção, eu não aceitaria viver com isso. Acho que não estávamos prontos, acho que uma hora vamos nos encontrar e talvez estaremos. Não estou com pressa, estou aceitando a solidão para me aceitar e você faça o que for preciso. A vida ainda não acabou, temos tanto tempo. Nenhuma história tem ponto final enquanto a nossa própria não tiver.

0 comentários: