18.5.13

Broken

Eu não tenho nada a dizer. Talvez eu ainda não seja espiritualmente evoluída, ainda não aprendi a perdoar. Eu sou o contrário do ditado: eu esqueço, mas não perdôo. Eu acho que não consigo fazer uma lista das coisas que você fez que me magoaram, mas eu ainda sinto a mágoa em mim. Eu não consigo simplesmente jogá-la pela janela como você fez com o resto dos meus sentimentos, eu preciso de ainda mais tempo e, mais que tudo, preciso sentir que você sente muito. Até hoje, não acredito que você tenha se arrependido, ou até percebido o que fez. O quanto você bagunçou uma vida que nada tinha a ver com a sua, apenas atravessou seu caminho na hora errada. Você era jovem e descuidado e não te ocorreu que talvez eu também fosse. Tudo bem, o que você viu em mim se tornou real e foi bom. Acertei muito mais do que errei até hoje, mas eu gostaria de ter errado. Eu gostaria de ter sido rebelde e ficado acordada até tarde e quebrado alguns espelhos e ter histórias, não para contar aos meus filhos, mas, não sei, para escrever um livro. Eu tenho bem pouco na minha bagagem. Vê porque não consigo te agradecer por me fazer andar na linha ou te perdoar pelas vezes em que errou comigo? Espero que veja e espero que te doa. Espero mesmo que divida comigo essa mágoa. Não quero vingança, quero justiça. Para que então você não magoe mais ninguém e não termine sozinho. E para que eu possa deitar minha cabeça no travesseiro sem te julgar, porque me dói, mesmo depois de tudo. Eu não espero que você me entenda, eu não vou dizer que sinto muito se um dia você se sentir mal, eu vou saber que era para ser assim, porque é o que me conforta quando penso no passado. Era para ser.

3 comentários:

Karol Stryny disse...

Ameei o blog, amei os textos. To "fuçando" e tentando ler todos de uma vez hahaha. Sucesso tb <3

Marjorie Ferrari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marjorie Barra disse...

Muito bom! <3 É tão bom encontrar um texto que traduz todos os seus sentimentos.