16.4.13

Superman


Sei que está tarde.
Só quero pedir desculpas, caso minha mensagem hoje cedo tenha sido inoportuna. Tenho pensado muito em você e não queria que mais uma manhã acabasse sem que soubesse que está em minha mente enquanto tomo o primeiro gole de café. Estou rindo por dentro e por fora porque você odeia café. E tem esse efeito em mim. Me fazer sorrir das menores coisas aleatorias que encontro no meu dia a dia.
Nunca te disse que você me salvou e sempre esqueço de dizer que te amei desde o primeiro dia. Mas eu sinto que você sabe. Quando me vê e sorri, sabe. Sabe que trago comigo todo o amor e carinho que meu corpo suporta para despejar em você, porque sei que não ficarei sem. É uma troca. Receberei a mesma quantidade de sentimentos bons renovados. Deve ser este o motivo da minha leveza toda vez que estou ao seu lado.
Já passamos por maus bocados que podíamos ter evitado, mas acho que serviram para estarmos aqui hoje, sem máscaras, vidros ou altas expectativas. Somos o que somos, transparentes. Você enxerga minha alma como eu enxergo seu coração e os dois combinam perfeitamente. Você me acha piegas, mas não gosta quando sou fria. Quer o calor das palavras que eu teimo em dizer, porque acho lindo que todo fim de noite em que nos despedimos, elas ecoam pelo cômodo sem que eu nem afaste os lábios.
"Eu te amo" e seu olhar completa com "daqui até o infinito".
Vou para casa com o coração em paz, a cabeça tranqüila e a certeza de que, onde quer que eu vá, meu lar é você.

1 comentários:

Joanna acioli disse...

(...) e se você trouxer o seu lar, eu vou cuidar, eu cuidarei dele, eu vou cuidar do seu jar. Eu vou cuida, eu cuidarei muito bem dele, eu vou cuidar. Eu cuidarei do seu jantar, do céu e do mar e de você e de mim!

Os cegos do castelos - Titãs.

Achei o refrão dessa música muito parecida com o texto, com o final.

beijos, http://diario--colorido.blogspot.com.br/