31.10.12

Dear John

Que pena que você não ligou, acabei saindo por São Paulo, conheci pessoas novas e acho que até me apaixonei de novo, por uma pessoa que há tempos não aparecia. Eu. Me olhei no espelho e nunca me senti tão bonita. Vesti, não o seu mas, o meu vestido favorito e apaguei todas as músicas que traziam você de volta e ouvi todas aquelas que eu amava antes de te conhecer. Como é bom voltar a ser quem eu gosto. Você não gosta muito, sempre tirou sarro das bandas que eu ouvia e dos livros que eu lia e me fez ser como você. Mas ser você é tão triste. Lembrei que depois de amanhã é seu aniversário, deveria até te agradar, sabe, pra que não chore tanto com a solidão, mas, que droga, amanhã vou esquecer e só vou lembrar de novo semana que vem. "Parabéns, hein! Atrasado, mas de coração". De coração mesmo, parabéns por todos esses anos sem se suicidar, deve ser difícil ser você. Parabéns por deitar sozinho na cama fria toda noite, porque as mulheres que você quer nunca querem ver o dia com você. Parabéns pelo meio milhão na conta que a cada dia diminui com o tanto de cerveja que você toma. Parabéns por não ter entrado em coma alcoólico nos últimos meses. Parabéns, também, por conseguir fingir tão bem, como quando me conheceu. Você é um ator, meu amor. Mas eu não. Eu te amei quando te amei e agora o que você vê é a realidade. A minha realidade. Eu não misturo as coisas. Mas não se preocupe, você vai achar uma atriz pra te acompanhar nessa jornada, que já nem vai durar tanto tempo, tá ficando velhinho né! Ela vai te adorar, vai fazer tudo o que você gosta, não vai te perturbar, não vai ter cobrança, vai ser a mulher ideal. O cachê dela vai ser bem alto, só pra avisar. Mas é isso que você consegue porque é isso que você procura. Que pena que você não ligou, né?!

0 comentários: