17.8.12

Cuida de mi

São 03:58 e, pela primeira vez em meses, eu odeio o gosto do café feito na tarde de ontem. Deixo pra lá, afinal, ando assim mesmo... Amarga. Implico com sorrisos e ignoro elogios. Dizem que meu humor não está muito bom ultimamente e eu agradeço, deixando-os confusos. Agradeço porque sei que tem sido o pior e as pessoas tentam não me magoar. Apenas digam logo: "como você tá chata!". Sei que estou, qual o problema, ué?! Sempre tive aquele diazinho mais escuro, aquela semana mais longa, mas há muito tempo não ficava tão angustiada como tenho estado ultimamente. Tenho chorado bastante. Tenho resistido muito às tentações de hábitos passados. Tenho tomado pílulas a mais e nenhum juízo. Porcaria de insônia, queria tanto estar dormindo. Queria tanto dormir por alguns dias. Cansei de correr atrás de pessoas, de sonhos, de dias melhores. Corro tanto e não chego a lugar algum. Sento em mesas de bares que meus amigos frequentam, mas erro o dia todas as vezes. Nunca há rostos familiares. Estou acostumando com a ideia de ficar sozinha, ficar mais comigo. Droga, não! Fui abandonada na hora em que mais precisava me esquecer. Não quero pensar em nada além de cerveja e noitadas. Mas a vida tem se resumido a remédios e noites frias. Poderia falar e falar sobre o quão ruim tudo tem sido, mas palavras não descrevem o aperto que eu sinto cada vez que percebo que dez horas de sono já se passaram e eu tenho que encarar um novo dia. Estou cansada de encarar dias em vão. Tenho tido muito medo, tenho escrito muitas cartas, tenho arrumado muitas gavetas e jogado muita coisa fora. Estou acabando com vestígios de quem eu sou para que nunca lembrem quem eu fui, quando eu decidir ir. Mais alguns dias e talvez eu tenha ido. Pra onde, impossível dizer... Mas me conforta saber que poucos lugares são piores que este.

2 comentários:

Anônimo disse...

May, você e sua mania de se torturar. Não sei de onde você tira a conclusão de que está sozinha. Lembre-se sempre que, mesmo que você queira, nunca vai estar só. Sempre vai existir alguém que estará olhando por (ou para) você. Dormir ou não, é um detalhe - o que importa é o que fazemos nesse período.
Cerveja e whisky são bons quando estamos bons, caso contrário nos puxam pra baixo da mesa. O mesmo podemos dizer de certas companhias.
Você sabe que tem com quem contar, apesar de às vezes não querer minha opinião. De qualquer forma você sabe quem sou e espero ter ajudado e continuar ajudando (mesmo que uns não queiram)

Anônimo disse...

Por que será que só eu faço comentários em seu blog? Será que mais alguém o lê?
Perguntas sem respostas em comentários sem comentários.