5.7.12

"And as I look at you now..."

Eu me derreto fácil, eu não sou feita de aço e, mesmo achando que sou forte, eu choro baixinho e imploro por abraços. Não tenho vontade de compartilhar certas coisas com você, mas certos momentos. A primeira lágrima que deixo cair ao receber uma notícia ruim, a angústia de saber que algo continua me empurrando para o chão gelado do banheiro do quarto, com uma lâmina entre os dedos e os gritos sempre presos. O sorriso largo ao ouvir minha música favorita no rádio e o olhar de satisfação ao terminar uma composição e achar que é minha melhor. Mas você sempre está ocupado com coisas inúteis e pessoas fúteis e eu sou sua última opção. Sinto muito por você se um dia resolver vir me ver e eu não atender. Talvez a depressão tenha passado e eu tenha me mudado, em busca de coisas maiores e pessoas melhores. Pode ter certeza que nossa foto estará revelada num porta retrato, nossos melhores momentos ficarão guardados e ninguém me empedirá de ouvir U2 num dia nublado. Estarei lembrando de você com carinho, mas mesmo te amando tenho meu próprio caminho e eu não posso esperar a vida passar como você quer que eu faça até você resolver voltar. Durma bem, meu amor. Durma bem e sonhe comigo, você será sempre meu amigo. Estou em busca de mim e acho isso lindo. Se orgulhe de garota que eu me tornei, você sabe pelo que passei e não sei se acreditava que eu superaria metade das dificuldades, mas hoje até sinto saudade do tempo em que a vida era difícil. Eu não era tão livre para bagunçar corações e me perder por aí... Mas isso é a maturidade e ela viria cedo ou tarde. Bom saber que Deus deu-lhe uma chance de vir, não é?! Cuide de seu coração, mantenha-me em sua oração, saiba que todo erro vem com uma lição. E conte comigo! Basta falar baixinho o que quer de mim que, bem no fundo, lembrará que já te dei as respostas. Até mais, querido! Até um dia...

0 comentários: