7.5.12

6 de maio

Pelo jeito essa será outra longa noite pensando em como nós éramos ótimos juntos. Como funcionávamos e todos sabiam disso. Você se esqueceu, mas numa época boa sabia também. Sabia que fomos pré-destinados por Deus e nossa conexão não se iniciou nessa vida. E acima de tudo, me fazia acreditar que nosso amor era cósmico e que os anjos nos abençoaram. Uma noite ou outra ainda me pego perguntando antes de dormir se voltaremos a ser aquela combinação perfeita. A dose certa do remédio que precisávamos doze meses atrás. Tanta coisa mudou. Meu cabelo, suas roupas, endereços, carros, e o fundamental,  nosso interior. Perdemos a essência, mesmo que não tenhamos perdido o sentimento. Esfriou. Não acabou, mas adormeceu. E acho que concordamos que às vezes é melhor assim. Deixar quieto. Voltar à vida. Sair daquele momento de epifania que vivemos durante algumas noites e encarar que a vida nem sempre é boa música no rádio e cerveja no hálito. Que nem todo beijo será dado às dez horas de uma noite de outono no meio de uma avenida e que nem sempre faremos amor com o barulho da chuva na janela. Nem sempre tudo será como num filme, como já foi um dia. Promete que vai lembrar do nosso filme e carregá-lo na memória, para rodá-lo quando sentir-se só, quando sentir que não há coisas boas para desfrutar nessa vida?! Porque, amor, fomos bons. E por mais gelada que minha cama esteja e por mais que eu precise fechar os olhos e imaginar seus braços me abraçando, não estou sozinha. Nossas almas nem aqui estão. Estão naquele velho bar onde comprávamos cerveja e ríamos com os amigos. Se aprontando para passarem a noite em qualquer quarto barato onde pudéssemos nos abraçar e sentir pena de quem ainda não havia encontrado o que encontramos. Encontramos, sim. Mas a vida continua e a gente muda, mas a gente fica bem, viu? Eu estou e você também. Já parou de doer, agora é sorriso num fim de noite e história pra contar depois de uma bebedeira. É assim que a gente sabe que foi bom... Já falei que nós éramos ótimos juntos?!

0 comentários: