25.2.12

Vontade de calçar minhas botas de combate, acender um cigarro e guardar um garrafa de vodka na bolsa como eu fazia quando eu tinha 16 anos e precisava de algo pra aguentar meio dia no escritório. Só pra mascarar a tristeza. Só pra me sentir melhor sobre mim mesma e me desapegar aos poucos do homem que eu achei que você fosse. Tudo na minha vida tem se resumido a você. Chego de viagem e ainda tenho vontade de te ligar e contar tudo o que vi. Compro uma roupa nova pensando se te agradaria. Sou capaz de ficar com alguém que use o seu perfume pois com os olhos fechados, é você em minha frente. Você está acabando comigo muito mais do que o cigarro e o álcool. Aonde você aprendeu a ser tão viciante? Tão manipulador? Por que eu não consigo te pisar, te esmagar como fiz com todos e seguir em frente? Essa é minha lição, tá na hora de sentir o gosto do meu próprio veneno. Mas não tem nada não, já já eu viro umas doses de tequila e o gosto some...

0 comentários: