14.8.11

Às vezes, faço isso. Passo um tempo sem escrever, sem ler mais uma vez aquele texto antigo que eu escrevi sem pensar, fico um tempão sem nem pensar em coisas que antes me atormentavam. Mas tem aquele dia, aquele fim de tarde, que te cutuca e insiste: "lembra daquela noite?!", "lembra do que você sentiu?!". E quando eu preciso reviver aqueles momentos, eu releio coisas que nem lembrava ter escrito. Me faz tão bem, mesmo sabendo que nunca voltarei àquela fase da minha vida. Aliás, às vezes dá até um alívio, só de pensar que não tem como voltar no tempo. Não pela experiência ter sido ruim, apenas porque eu não faria nada diferente. Eu gosto das coisas como elas são. Sempre tirei algo de bom mesmo das coisas que não eram tão boas e se não fosse desse jeito, quem sabe onde eu estaria hoje?! Não seria aqui, com certeza. E apesar de ter seus altos e baixos, estando onde eu estou, em qualquer outro lugar seriam outros altos e baixos. Pra que eu pudesse tirar algo disso. Tudo de novo. Acontece com todo mundo. Não reclamo mais. Aceito e agradeço. É minha vida. Minha história. E só eu posso contá-la.

0 comentários: