2.11.09

Um Mundo de Chances.

    "A vista da cidade é linda do 16º andar desse prédio. Eu amo a forma como o vento bagunça meu cabelo e me dá calafrios. Há muito o que amar na vida, uma pena que tão pouco te ame da mesma forma, é uma pena que você se entregue por inteiro a alguém e esse alguém faça você perceber como você foi idiota por colocar amor antes de qualquer outra coisa que você tenha na vida. Daqui eu vejo as luzes da cidade acesas e eu lembro que há 6 bilhões de pessoas nesse mundo, porém, eu só precisava do amor de uma para não me sentir da forma como me sinto essa noite, para não me perguntar se meus pulsos devem permanecer intactos, para que eu não pegue a caixa de remédios e acabe de uma vez com a dor que sinto, praticamente física. Nem lágrimas possuo mais, eu estou tentando chorar porque eu me sinto cheia, carregada, mas nada sai. Eu já xinguei e gritei, quebrei algumas coisas aqui de casa, já bebi boa parte daquela garrafa de vinho e nada faz passar o que está preso em mim. Há muito tempo a paz da minha mente se foi, então não sei se algo além da morte fará passar esse mal estar que sua partida me causou. Se eu ligar para quem quer que seja essa noite, no estado que estou, eles me farão piorar. Dirão que sou uma idiota por sofrer dessa forma por alguém que pode estar em qualquer parte do mundo essa noite, sem pensar em mim. Me doi saber que ainda dormimos sob a mesma Lua, porém com a distância interferindo no que poderia ter sido uma linda história de amor. Eu sôo tão ridícula falando essas coisas, mas toda aquela idiotice sobre o amor te deixar idiota é real. Todas essas luzes acesas essa noite, deve haver alguém aí fora para cada ser humano, mas eu não vou ficar esperando se, agora, a única pessoa que desejo ao meu lado é você. Eu vou fazer o que já devia ter feito..."

    E então ela pulou.

2 comentários:

Indira disse...

Ai que texto lindo ( e triste também).
Há muito o que amar na vida, uma pena que tão pouco te ame da mesma forma" (Ameeei essa frase).


Beijobeijo

Indira

Bruna Roberta Braz disse...

"Há muito o que amar na vida, uma pena que tão pouco te ame da mesma forma"-Nossa vc disse tudooo!
amei seu blog estou a segindo arrazou no post