29.11.09

Estrada para Lugar Nenhum.

Nós estamos viajando há horas
A estrada não parece levar a lugar algum
O rádio evita o silêncio constrangedor
que é tudo o que temos em comum.

Eu observo a vida no lado de fora
e lembro que nós já fomos assim
Cheios de vida, com amor para dar,
mas não restou nada disso em mim.

O sol já está se pondo e logo ficará escuro
É a hora que choro sem você notar
Já não há mais música tocando
e a indiferença na sua respiração se põe a reinar.

Enquanto eu tento pensar em palavras,
você estaciona, nós chegamos
Eu acho que esse é o nosso destino
Não podemos ter o que não amamos.

Mayara de Oliveira

0 comentários: